A Associação Nacional de Seguridade e Previdência, que funciona em São Paulo, atraiu Dona Izaura ao dizer que ela poderia receber um bom valor do INSS em benefícios atrasados. A condição era se filiar à associação, para o que Dona Izaura desembolsou R$ 1.700. A aposentada descobriu a fraude e entrou na Justiça que, em decisão inédita, obrigou a empresa a devolver todo o dinheiro e ainda pagar uma indenização de R$ 3 mil por danos morais.

Clique aqui para assistir à reportagem: http://noticias.r7.com/jornal-da-record/videos/associacao-que-aplicou-golpe-em-idosa-tera-que-devolver-dinheiro-e-pagar-indenizacao-03052016

UOL – O juiz federal Flávio Marcondes Soares Rodrigues, substituto em exercício da titularidade da 10ª Vara Federal, tomou o depoimento do autor de um processo contra o INSS dentro de uma ambulância, fora da sede da Justiça Federal em Arapiraca, Alagoas. (*)

É possível computar na aposentadoria o tempo trabalhado por menores de 12 anos de idade, ainda que não se trate de atividade na agricultura. Com esse entendimento, a Turma Nacional de Uniformização dos Juizados Especiais Federais atendeu pedido de um homem que queria incluir na contagem do benefício três anos em que trabalhou antes do 12º aniversário.

Por Ricardo Flaitt - O aposentado Jonas da Silva levou um susto quando foi à uma agência bancária sacar o seu benefício mensal. Impossibilitado e indignado por não conseguir retirar o dinheiro da sua aposentadoria procurou o motivo do bloqueio. E descobriu que, para o Estado, ele estava morto. “Aí sim quase morri, porque dependo da minha aposentadoria para sobreviver”, indignou-se.