DINHEIRO | Segunda parcela do 13º dos aposentados deve injetar quase R$ 387 milhões em 2018 no Pará

Nos Estados

Pará ficará mais uma vez com a maior fatia dos recursos da Região Norte, segundo o Dieese.

G1 - O pagamento da segunda parcela do 13º salário para os aposentados e pensionistas da Previdência Social, a partir do dia 26 de novembro, deve injetar em todo o Estado do Pará o montante de R$ 387 milhões, abrangendo cerca de 670 mil beneficiários. Em toda a Região Norte, a economia terá uma injeção de aproximadamente de R$ 825 milhões, atingindo aproximadamente 1,4 milhão de beneficiários.

Os dados são do Dieese/PA, que divulgou na sexta-feira (23) a segunda parte dos estudos sobre os impactos que a entrada desse valor vai causar na economia. O estudo tem como base as informações do Ministério da Previdência Social sobre os montantes e o total de beneficiários alcançados pelo adiantamento da segunda parcela do 13º salário.

O Pará ficará mais uma vez com a maior fatia dos recursos. Dentre os sete estados que compõem a região Norte, 48,17% dos beneficiários estão no estado paraense.

O Dieese/PA estima que parte considerável destes valores devem ser destinados ao pagamento de dívidas, principalmente empréstimos e a outra parte deve ir diretamente para consumo, movimentando a economia do Estado.