JOGO POLÍTICO | Planalto trabalha pacote de bondades para aprovar Previdência

Notícias
Tipografia

G1 - O Palácio do Planalto decidiu fazer agrados a vários setores com representatividade no Congresso Nacional para ajudar num ambiente mais favorável para votar a reforma da Previdência.

Entre as bancadas que devem ser contempladas com o chamado pacote de bondades, estão a ruralista, a Frente Municipalista e a Frente Parlamentar da Segurança Pública, conhecida como "bancada da bala". 

Na avaliação de um auxiliar do presidente Michel Temer, esse conjunto de medidas pode ajudar a quebrar resistências em alguns setores. 

Nesta semana, o governo fará o primeiro mapeamento na base aliada da Câmara, a fim de contar os votos favoráveis à reforma da Previdência. 

Na quarta-feira, integrantes da bancada ruralista se encontram com Temer para negociar uma renegociação da dívida da contribuição social do empregador rural. 

Nesta segunda-feira, o coordenador da Frente Parlamentar da Agropecuária, deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), teve um encontro com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. O governo decidiu editar uma medida provisória para atender a demanda dos ruralistas em relação ao passivo do Funrural. 

“Isso melhora o ambiente no Congresso já que é uma reivindicação do setor”, ressaltou Nilson Leitão.

 Ao mesmo tempo, o Planalto deve atender nesta terça-feira ao pleito dos prefeitos: a renegociação das dívidas com a Previdência Social. 

Em relação aos integrantes da "bancada da bala", o governo já fez uma flexibilização no Estatuto do Desarmamento, editando portaria, e permitiu a ampliação da validade do porte de armas, de três para cinco anos.