SUBIU NO TELHADO? | Governo suspende votação da reforma da Previdência

Notícias

EBC - A decisão foi tomada para que não fosse considerada inconstitucional a suspensão do decreto de intervenção federal no Rio de Janeiro, para votar a reforma

O governo desistiu de votar a Reforma da Previdência ainda neste primeiro semestre. O anúncio da suspensão foi feito pelo ministro da secretaria de governo, Carlos Marun, no Palácio do Planalto.

Marun afirmou que a votação em fevereiro, como estava prevista, está fora de cogitação e que o tema pode voltar à pauta em novembro após as eleições. O ministro disse ainda que a decisão do governo foi tomada nessa segunda-feira pelo temor de que fosse considerada inconstitucional a suspensão do decreto de intervenção federal no Rio de Janeiro, para votar a reforma da previdência.

Marun também citou a fala do presidente do Senado, Eunício Oliveira, como um dos motivos da desistência. Eunicio afirmou que não haveria como tramitar a PEC da previdência durante uma intervenção federal.

No Congresso, a oposição reagiu ao anúncio do governo. O deputado Miro Teixeira (Rede–RJ) disse que a suspensão já era esperada.

Se aprovado no Congresso, o decreto de intervenção Federal no Rio de Janeiro tem validade até 31 de dezembro deste ano.