POSIÇÃO | Vamos tomar Brasília por nossos direitos

Opinião
Tipografia

Por Paulo Pereira da Silva - Trabalhadores e dirigentes de entidades filiadas à Força Sindical e às demais centrais vão realizar, no próximo dia 24, uma nova “Marcha a Brasília” pelos direitos que as propostas das reformas da Previdência e trabalhista do governo pretendem suprimir.

A exemplo de marchas anteriores, como as vitoriosas marchas pelo aumento do salário mínimo, pelo reajuste dos aposentados e pela correção do FGTS, entre outras, o pós-marcha, com a participação maciça de sindicalistas e trabalhadores de todo o País, será repleto de manifestações e atos contra as propostas do governo. 

Paralelamente a estes eventos, dirigentes das centrais já estão dialogando com os parlamentares no Congresso, e nos seus Estados de origem, no sentido de pressioná-los para que cedam aos anseios da classe trabalhadora. 

As propostas apresentadas são duras demais com os trabalhadores e injustas, pois atiram todo o ônus dos erros cometidos ao longo dos anos pelos ocupantes do Planalto nas costas dos trabalhadores, mas não corrigem as distorções que privilegiam os mais ricos e poderosos. 

Serão milhares de trabalhadores no DF externando todo o descontentamento e a insegurança que sentem quanto ao futuro nebuloso que se avizinha caso as propostas sejam aprovadas sem alterações. Queremos um Brasil mais justo e sem privilégios, e todos têm de fazer parte desta luta. 

Paulo Pereira da Silva, Paulinho da Força, é Presidente da Força Sindical e deputado federal