POSIÇÃO | Qualificar e empregar!

Opinião
Tipografia

Por Paulo Pereira da Silva - Tempos de crise! E não só de crise econômica, mas também de crise social ante as desigualdades, o altíssimo nível de desemprego e do fraco desempenho do setor produtivo que se escancara à nossa volta. E os trabalhadores, como sempre, são os maiores prejudicados com as alternativas utilizadas pelo governo para sanar seus cofres à custa do suor daqueles que, verdadeiramente, constroem o País.

Acontece que o conjunto dos trabalhadores está se qualificando, reciclando, de forma muito lenta, e cada vez em menor escala. E o mercado de trabalho tem como requisito básico, hoje em dia, a contratação de mão de obra mais qualificada, capaz de suportar e vencer as demandas que esta ou aquela função estabelece. 

As mudanças que vêm acontecendo no mundo, e particularmente nas relações de trabalho, induzirão os trabalhadores a ter uma visão mais aguda quanto ao futuro que cada um enseja para si. E é aí que a (re)qualificação profissional entra, como agente transformador de ideias e ideais, e como ferramenta para que se possa almejar conquistas e brilho em sua carreira profissional e, consequentemente, em sua vida. 

Qualificar-se, ou requalificar-se, é acrescentar, à sua vida profissional e pessoal, novas informações e tecnologias, novos horizontes, para fazer frente a um mercado de trabalho cada vez mais exigente e competitivo, mas que, apesar de retraído nos dias atuais, sofrerá, com certeza, uma reviravolta, e, reaquecido, vai necessitar dessa mão de obra cada vez mais diferenciada. 

Preparar-se profissionalmente – e que isto sirva também para os jovens – representa buscar novas alternativas geradoras de renda e promover ações que contribuam para sua valorização pessoal, além de contribuir para a redução das prementes desigualdades sociais, hoje tão presentes em nosso mundo e nossas vidas. 

Qualificarmo-nos profissionalmente representa, além de uma satisfação pessoal, tornarmo-nos aptos a encarar os desafios que a vida nos apresenta e, assim, seguirmos em paz perene frente ao mundo que nos cerca, nos abriga e nos abre portas! 

Paulo Pereira da Silva, Paulinho, é Presidente da Força Sindical e deputado federal