Em um seminário realizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos/Força Sindical (CNTM/FS), nos dias 7 e 8 deste mês, em São Paulo, uma proposta surgiu entre dirigentes das 156 entidades sindicais ali representadas: a necessidade de um programa para a renovação de toda a frota automotiva do País como forma de impulsionar a indústria nacional.

O princípio da economia solidária é a apropriação coletiva dos meios de produção, a gestão democrática das decisões por seus membros, e a deliberação coletiva sobre os rumos da produção, sobre a utilização dos excedentes (sobras) e, também, sobre a responsabilidade coletiva quanto aos eventuais prejuízos da organização econômica.