Últimas Publicações

Grid List

Estado SP - Com novos mecanismos, País deve economizar mais do que R$ 9,8 bi previstos inicialmente no combate a irregularidades

Extra - Os 23,3 milhões de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS) que ganham um salário mínimo começam a retirar a quantia reajustada a partir desta sexta-feira, dia 25. O pagamento de R$ 998 será feito como sempre, de acordo com o número final do cartão de beneficiário (antes do dígito verificador), entre os últimos cinco dias de um mês e os cinco primeiros dias do mês seguinte (um grupo por dia).

Estado SP - Em Davos para o Fórum Econômico Mundial, o governador de São Paulo, João Doria, defendeu a adoção gradual do aumento da contribuição para Previdência pelos servidores públicos, medida que já foi proposta anteriormente pelo ex-presidente Michel Temer e deve ser incluída na reforma de Jair Bolsonaro.

Imprensa Osasco - O Dia Nacional do Aposentado, comemorado na quinta-feira, 24, será marcado com diversas atividades a serem realizas em Osasco e em São Paulo. Organizada pelo Sindnapi (Sindicato Nacional dos Aposentados), a programação prevê palestras, diversão e exercícios.

Extra - O prefeito Marcelo Crivella sancionou uma lei que reduz de 65 para 60 anos a idade do idoso na cidade do Rio. Com a mudança, mais pessoas passam a ter direito a benefícios como meia-entrada em cinemas, teatros e museus; prioridade nos atendimentos; e isenção em taxas.

O Sindicato Nacional dos Aposentados (Sindnapi) de Rio Claro, interior de São Paulo, com apoio do Sindicato dos Químicos de Rio Claro, realizou um café da manhã com aposentados, pensionistas e idosos e parceiros da entidade. A atividade aconteceu na Philarmônica e reuniu dezenas de sócios.

O Dia - Sem condição de recorrer, INSS é obrigado a reajustar benefício de segurado

Jornal Contábil – A isenção pode ser compreendida como um favor fiscal concedido mediante lei pelo ente federativo competente (União, Estados, Municípios e Distrito Federal) ao contribuinte que se encaixa em determinadas situações, sendo este instrumento meio de realização de justiça fiscal. Cabe ressaltar que a isenção é uma das hipóteses previstas no Código Tributário Nacional como meio de exclusão do crédito tributário.

G1 - Pedido foi encaminhado ao STF; em agosto, STJ permitiu adicional de 25% nas aposentadorias. União argumenta que decisão representa custo adicional de R$ 5 bilhões por ano.

Imprensa Sindnapi - Para celebrar o Dia Nacional dos Aposentados, o Sindicato promoverá, em 24 de janeiro, quinta-feira, a partir das 8 horas, na sede em São Paulo, um debate sobre o que poderá mudar com a Reforma da Previdência Social e também uma palestra com Fábio Fernandes, enfocando longevidade e qualidade de vida.

Texto e foto Ricardo Flaitt (Imprensa Sindnapi) – Diante da dificuldade enfrentada por muitos idosos frente às novas tecnologias, o Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos disponibilizou mais uma opção de curso aos seus associados: Noções básicas para utilização de smartphones (celulares).

Texto e foto Ricardo Flaitt (Imprensa Sindnapi) – Começou na manhã desta quarta (10), uma nova turma do curso de Smartphone, promovido pelo Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos.

PEGN - Produto é acompanhado de app que mostra a localização do usuário do calçado em tempo real

No programa Saúde & Bem-Estar desta semana, Luiz Alberto Catanoce,  médico e Diretor de Saúde do Sindicato Nacional dos Aposentados, esclarece dúvidas enviadas pelos associados.

 Eles viajam juntos desde 1978 e transformaram a estrutura sobre rodas em uma casa. A ideia dos dois é ir além do que é divulgado como ponto turístico.

Agora SP - Desde a morte do marido, em julho, a dona de casa Maria de Fátima dos Santos Souza, 63 anos, tenta receber a pensão do INSS.

Agora SP - Decisão valerá para todos os aposentados que brigam para ter as contribuições antes de 1994 no benefício. O STJ (Superior Tribunal de Justiça) decidirá se aposentados do INSS podem pedir o recálculo da renda mensal para a inclusão de contribuições previdenciárias realizadas antes de julho de 1994.Entre segurados, a ação é conhecida como revisão da vida toda ou da vida inteira.

Por Ricardo Flaitt (Imprensa / Sindnapi) - O Facebook do Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos, ultrapassou a marca de 97 mil pessoas, que curtiram/assinaram o canal de comunicação da entidade.

Por Marcio Pochmann - Se para Nelson Rodrigues "toda unanimidade é burra", caberia então questionar o circulo de ferro atualmente armado nos meios de comunicação para reproduzir, insistente e convergentemente, por comentaristas e porta-vozes do dinheiro, que no Brasil a Previdência social seria fiscalmente insustentável e promotor da desigualdade social. A começar pelo fato de que o país, desde a Constituição Federal de 1988, implementou outro regime de aposentadoria e pensão que não poderia ser simplificado no conceito de Previdência Social, como predominou entre os anos de 1923 e 1987.

Por Marcos Bulgarelli - Em 1991, a Organização das Nações Unidos (ONU) instituiu o 1º de outubro como o Dia Internacional do Idoso. Passados 27 anos da criação da data comemorativa, o envelhecimento populacional ainda é um desafio para o mundo.

O relatório “Previsões sobre a população mundial”, da ONU, apontou que nos próximos 43 anos, o número de pessoas com mais de 60 anos será três vezes maior que o atual. A projeção é que esse segmento, em um universo de 9,2 bilhões, represente 2 bilhões de habitantes.

A média geral de expectativa de vida nos países desenvolvidos, em 2050, será de 87,5 anos para os homens e 92,5 para as mulheres, enquanto nos países em desenvolvimento será de 82 anos para homens e 86 para mulheres, ou seja, 21 anos a mais do que os 62,1 e 65,2 atuais, respectivamente.

No Brasil, segundo o IBGE, a expectativa subiu para 76 anos, representando significados 22 anos a mais que em 1960, quando era de 54.

Se por um lado esses índices representam um avanço quanto ao viver mais, em contrapartida, o desdobramento desses números impõem desafios de como viver mais, com qualidade e também como as sociedades acomodarão esse contingente de idosos.

Os idosos, no Brasil, mesmo após a criação do Estatuto do Idoso, em 2003, ainda lutam para assegurar uma vida digna. Apesar da existência de muitas leis na prática, poucas funcionam.

O sistema previdenciário não corrige adequadamente os benefícios, assim, ano a ano, os rendimentos dos aposentados e pensionistas ligados ao INSS são corroídos pela inflação e, consequentemente, eles sofrem com a redução do poder de compra, precarizando a vida.

As cidades não estão preparadas para acomodar os idosos, que sofrem com calçadas esburacadas, moradias sem os itens de adaptação para a Terceira Idade, o tempo de abertura dos semáforos.

Direitos como fila preferencial, passagem de ônibus gratuita, 50% de descontos em eventos culturais, esportivos e de lazer nem sempre são respeitados, há desmonte nos programas de distribuição de remédios de uso contínuo, o Sistema Público de Saúde disponibiliza poucos geriatras e tratamentos específicos, em contrapartida, os planos de saúde são incompatíveis com a renda, não há programas habitacionais específicos, dentre tantas outras questões, que empurram o idoso para a margem social.

Neste 1º de outubro, Dia Internacional do Idoso, ainda é um desafio para as sociedades inserirem a população idosa, integrando-a à sociedade. A evolução tecnológica faz com que as pessoas vivam mais, mas a pergunta que se deve verticalizar neste momento é: como encontrar o equilíbrio para viver mais tempo, mas com qualidade de vida?

Marcos Bulgarelli é Presidente do Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos da Força Sindical.

Por Marcos Bulgarelli - Em meio às disputas eleitorais, um dado divulgado pelo TSE desperta a atenção: o número de idosos, segmento formado pelos cidadãos com 60 anos ou mais, ultrapassou o de jovens; população dos 16 aos 24 anos. Os idosos representam 18,6% do eleitorado, ou 27,3 milhões de votos, números capazes de definirem as próximas eleições, em todas as esferas do poder.

Imprensa Metalúrgicos SP - A exposição “86 Anos de Lutas e Conquistas”, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, reunirá fotos recentes e antigas da entidade (fundada em 1932) e da categoria metalúrgica em assembleias, eventos, protestos e greves.

Por Ricardo Flaitt (Imprensa Sindnapi) – O Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos segue ampliando as opções de cursos para associados e dependentes (filhos e netos).  Estão abertas as inscrições para “Violão Popular - Iniciantes”, ministrado por Chico Neto, artista com vários trabalhos lançados e credenciado na Ordem dos Músicos do Brasil.

Opções de passeio

Grid List

Próximos Eventos