Agência Brasil - Servidores do Rio de Janeiro, principalmente da área da Educação, protestaram nesta terça-feira (8) contra o atraso nos salários dos aposentados e pensionistas, em frente ao Palácio Guanabara, sede do governo estadual. A manifestação chegou a fechar os dois sentidos da Rua Pinheiro Machado, onde fica o Palácio. O clima pacífico, que durou a maior parte do tempo, foi quebrado no fim da tarde, após confronto entre alguns manifestantes e policiais, que chegaram a atirar bombas de efeito moral e spray de pimenta.

Extra - No sábado, em mais um dia de retirada de cestas básicas na campanha realizada pelo Movimento Unificado dos Servidores, mais de 30 aposentados vinculados a Fundação para a Infância e Adolescência (FIA) utilizaram vans para a retirada dos mantimentos. O grupo reuniu moradores de bairros como Padre Miguel, Irajá e Bangu. Em função das dificuldades para a retirada das cestas, o jeito foi fazer utilizar uma van.

A Gazeta - Doze milhões de reais é o valor economizado até agora pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em Mato Grosso com o cancelamento de 746 benefícios este ano. A economia aumenta para R$ 2,6 bilhões no país com a interrupção nos pagamentos de 180,268 mil benefícios, segundo o órgão federal. Além dessas suspensões, outros 9,578 mil benefícios caracterizados como auxílio-doença e 13,670 mil aposentadorias por invalidez no Estado correm o risco de serem suspensos caso os segurados não compareçam à perícia médica. Esse grupo é composto por beneficiários que não se submetem à reavaliação médica do INSS há mais de 2 anos.